11 de Março de 2019

Uma tarde de esclarecimento acerca dos tabus enfrentados pelos clientes e colaboradores do sexo masculino quando se trata de cuidar da saúde.


O mês de novembro é de grande importância para o calendário da saúde mundial, por trazer consigo a mobilização coletiva para reduzir os índices alarmantes de câncer de próstata, e outras doenças que acometem os homens. Em consonância com essa data, a Unimed Belém realizou no último dia 29, um evento especial para eles, uma tarde de esclarecimento acerca dos tabus enfrentados pelos clientes e colaboradores do sexo masculino quando se trata de cuidar da saúde.  

O evento denominado “Tudo Azul” foi conduzido pelo médico Urologista, Dr. Júlio Bernardes. O profissional falou sobre os diversos fatores de risco para o câncer de próstata, além de debater também sobre a importância dos cuidados com higiene pessoal e exames clínicos periódicos.  

Em 2018, foram mais de 68 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil. Segundo a estimativa do Instituto Nacional do Câncer - INCA, essa é uma das doenças que mais cresce entre o público masculino. Para além desta, o câncer de estômago e de pulmão também aparecem em destaque na pesquisa.   

A alimentação saudável é um dos fatores de maior relevância para a manutenção do corpo e prevenção do câncer, sobre esse aspecto, o especialista, chama atenção para a necessidade de ingestão de alimentos naturais. “A epidemiologia demonstra que, quem consome gordura saturada está mais suscetível aos vários tipos de câncer, entre eles, o de próstata por isso, quanto mais puro for o alimento, melhor para a saúde”, enfatizou o Dr. Júlio Bernardes.

A plateia, composta majoritariamente por homens, interagiu com o palestrante e pode sanar diversas dúvidas ao final do debate. Durante o evento, foi perceptível o interesse por parte dos colaboradores, que se mostraram motivados a inserir as sugestões do médico urologista na rotina. O Assistente de Tecnologia da Informação, Andson do Nascimento, se mostrou satisfeito com a explanação do assunto. “O que já ouvi falar sobre o câncer de próstata, não ouvi tão bem explicado como foi abordado pelo Dr. Julio. Eu fiquei impressionado. Nós escutamos as experiências de pessoas com mais idade, que dividiram relatos sobre essa doença com os mais jovens. Então foi muito bom, acrescentou bastante ao nosso conhecimento”, finalizou o colaborador. 

Além da alimentação, exercícios periódicos e visitas frequentes ao médico potencializam a chances de uma vida longe do câncer, haja vista que o diagnóstico precoce é a principal alternativa para a cura da doença.

 

Assessoria de Comunicação da Unimed Belém - Ingrid Reis

Leia também